quarta-feira, 23 de julho de 2014

Isto é uma realidade

Neste momento falta repor guarda-redes e trinco, uma vez que o Fejsa está ali mas só volta em Janeiro. É verdade que temos André Almeida e até Amorim, mas acho essencial alguém mais forte fisicamente. 

8 comentários:

  1. Sim é uma verdade indesmentível, mas não podemos ignorar os suplentes já existentes no plantel da época passada e as novas contratações, não acho o plantel do Benfica tão fraco quanto se fala por aí, para mim Enzo é o único intransferível.
    Este é o 11 que ainda é possível neste momento no Benfica, ainda somos a equipa mais forte do campeonato:
    Artur
    Maxi
    Luisão
    Lisandro
    Benito
    Fejsa
    Enzo
    Salvio
    Gaitan
    Lima
    Cardozo

    E também consigo ver um bom banco:

    Paulo Lopes/Varela
    Sílvio/Cancelo
    Jardel/Steven
    César/Sidnei
    Djavan
    André Almeida
    Rúben Amorim/Talisca/Fariña
    Candeias
    Sulejmani/Ola John
    Derley
    Pizzi

    Obs.: Para mim só falta contratar um guarda-redes e um médio defensivo... Jesus ainda vai dispensar centrais, extremos e avançados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, a seguir vou fazer o que temos e aquilo que podemos contar.

      E sim para mim o que falta mesmo é guarda-redes e médio defensivo.

      Eliminar
    2. Com o Cardozo não temos um 11, quando muito um 10 e meio.

      Eliminar
    3. se a papoila acha que "ainda somos a equipa mais forte do campeonato", está visto o que percebe de bola..(ou então anda desatento aos rivais, a defender tanto o querido líder..).
      A nossa equipa é medíocre para as aspirações que temos..neste momento com os jogadores disponíveis, até o Braga contratou muito melhor..precisamos no mínimo de 5 reforços a sério, não é de mais negociatas presidenciais..

      Eliminar
  2. Tendo em consideração que o Markovic só entra nas contas porque o Salvio teve uma lesão prolongada podemos dizer que são apenas 4 saídas de titulares! O ano passado ninguém o dava como titular!
    A saída mais difícil de colmatar neste momento será a de Garay! Isto partindo de um principio de que o Enzo fica, porque senão ...
    O guarda-redes creio que não tanto embora a confiança em Artur esteja nos mínimos!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não nos podemos esquecer que Fejsa só volta em Janeiro e André Almeida pode ir dando, mas não é A solução.

      Eu para mim neste momento sem sair mais ninguém, falta trinco e GR.

      Eliminar
  3. Sinceramente, para atacar o campeonato nacional o plantel como está chega, mas é como está, isto é, sem sair mais ninguém! Para passar a fase de grupos da CL é relativo, se nos calharem Mónaco e ManCity no grupo será sempre complicado...

    Contratar um GR novo, só se fôr um grande GR, e não me venham com GR da treta tipo Romero ou Ochoa, que só porque fizeram alguns jogos interessantes no Mundial, já querem fazer deles estrelas, o Rojo também fez um Mundial do ''caraças''.

    Todos os sectores da defesa estão bem entregues.

    No meio-campo, se Enzo ficar, também está bem entregue, Enzo e Amorim farão a dupla do meio numa primeira fase, Talisca ficará à espreita, e existem algumas boas alternativas, Fariñas, Bernardo, João Teixeira, André Almeida, e mais tarde Fejsa estará de volta.

    Nas alas a mesma coisa, contratações dependentes da permanência (ou ñ) de outro argentino, Gaitán. Sálvio, Ola e Sulejmani (embora o sérvio seja uma incógnita devido aos problemas físicos) oferecem opções de sobra, depois há Candeias, Pizzi e Cavaleiro.

    Na frente é onde eu tenho mais dúvidas, não a ver com a qualidade dos jogadores, mas sim com a forma que a equipa irá jogar. Não podemos pedir a Cardozo que jogue como Lima ou Rodrigo, logo não podemos jogar da mesma forma que a época passada, portanto vejo aqui várias opções:

    1) passamos a jogar duma forma que benefecie as características do paraguaio (algo que já fizémos no passado e que poderemos muito bem voltar a fazer);
    2) contratamos um avançado de qualidade, com características semelhantes às do Rodrigo, e mantemos a mesma forma de jogar da época passada (o Derley a mim parece-me uma boa alternativa, mas não um titular certo; o Andrade promete, mas primeiro tenho que o ver a jogar);
    3) passamos a jogar em 4-3-3, aproveitando o facto de termos mais jogadores de qualidade no meio campo do que na linha avançada;

    Esta é a minha opinião, o plantel tem mais que qualidade sufeciente, as saídas não diminuíram assim tanto a qualidade do plantel como muita gente quer fazer parecer, tirando a saída do Garay (Markovic é um grande jogador, no futuro irá ser um jogador muito melhor, mas não se deve comparar o que o Markovic produziu no Benfica com o que ele irá produzir no futuro, que é o que os lagartos fazem quando falam da passagem do CR no SCP, como se ele andasse a marcar 72348 golos por época quando ele lá jogou...), mas a defesa funciona em conjunto, e os conhecimentos defensivos que o Garay assimilou no Benfica, poderão ser assimilados por outro jogador, e o Lisandro já se viu que com bola no pé é um mimo. Depois há a questão do processo ofensivo, e jogarmos em 4-3-3 poderá ser muita boa ideia, se não se fôr contratar um novo avançado, é só lembrar o jogo na Luz contra o SCP para a Taça de Portugal, enquando Amorim esteve em campo (as transições ofensivas durante a primeira parte foram do caraças (!!!), e só foi pena os golos de bola parada, que nessa altura da época eram um dos nossos maiores problemas, vide jogo na Grécia...), e se à frente dele estiverem Enzo e Talisca, mais Gaitán e Sálvio/Ola nas alas, não consigo ver razões para se queixarem de ''falta de qualidade''.

    ResponderEliminar