quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Sofrimento, falta de ambição e más opções

Para mim o jogo resume-se a estas três palavras, que estão ligadas entre si.

Falta de ambição porque quando marcamos o segundo golo os jogadores deixaram de ter qualquer ambição e garra para ir marcar o 3. Controlar o jogo sim, não dar a bola ao adversário e deixar por completo o ataque.

Más opções porque tirar o Gaitan e não meter o Rodrigo mais cedo, não se percebe. Com o jogo completamente favorável para nós para o contra ataque puro que melhores jogadores do que Gaitan a fazer passes e Rodrigo a correr? Não se percebe. Lima mais um jogo que foi uma autêntica merda.

Sofrimento porque mais uma vez deixamos as equipas crescerem, entregamos a bola para o adversário fazer o que quiser e não temos garra a tapar os espaços.

Mais um jogo que valeu os 3 pontos.

Gostei de ver Fejsa, Matic e Enzo, principalmente quando Enzo ficava bem à frente do trio. Acho que trabalhado aquele meio campo pode fazer grandes jogos.

10 comentários:

  1. Benfica massacrou na Grécia e perdeu, hoje jogou mal e cometeu imensos erros e ganhou. é o futebol!
    Este Benfica as vezes parece que tem instinto suicida. Depois de marcar um golo mesmo no fim ainda consegue fazer uma falta a entrada da área e entregar por 2 vezes a bola aos belgas em posiçao perigosa!
    Mas pronto. 3 pontos, tudo em aberto para a ultima jornada. Siga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me digas nada hertz! É que é mesmo isso. E o Artur a bater pontapés de baliza?! OMG! Ia-me dando uma coisinha!

      Eliminar
    2. Sim, isso irrita tanto. mas tanto.....

      Depois na altura que temos de ter mais calma e circular a bola, é altura que parecem outra equipa.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Ó Carlos esse é outro Cardozo, não joga nada...

      Eliminar
  3. O Luisão e o Maxi já não têm pernas é necessário começar nas opções alternativas. Foram dos mais fracos da equipa, intranquilos e cansados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Luisão houve ali lances que foi comido, mas a sua experiência ainda vai valendo alguma coisa. Já o Maxi até gostei, não andou a fazer das suas a correr para frente sem objectivo e assim foi segurando as pontos, sem grande ajuda de Markovic e com os jogadores mais perigosos do Anderlecht.

      Eliminar
  4. Não vi falta de ambição. Vi um equipa que após sofrer o 1º golo não se veio abaixo. Marcou o golo do empate num lance de bola parada antes do intervalo. Na 2ª parte marcámos cedo e a partir daí tentámos controlar o jogo desacelerando-o um pouco, o que conseguimos. O Anderlecht acreditou e marcou o golo do empate. Ainda conseguimos marcar o 3º golo num lance de contra ataque porque o Anderlecht estava a tentar o 3º golo.

    A saída do Gaitán creio que esteve relacionada com os amarelos, tal como o Enzo aliás. Ambos estavam em risco de falharem o jogo com o PSG. E o Gaitán até escapou a 1 amarelo pouco antes da substituição.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando falo em falta de ambição foi na altura que marcamos o 2º golo, tivemos espaço para o contra ataque e acabar com o jogo mas não fomos.

      No meu ver desacelerar não é entregar a bola ao adversário, mas sim circular a bola e não conseguimos fazer isso, e até parece que deixam de ter técnica para segurar a bola.

      Era uma equipa que podíamos ter feito um jogo no final tranquilo mas mais uma vez assim não foi.

      Conseguimos dar a volta ao resultado com mérito e até um pouco de sorte, mas depois não sabemos controlar vantagens, é sempre em sofrimento, sempre foi assim com JJ, só mesmo quando massacrávamos para marcar mais golos.

      Eliminar
  5. O Mestre bem tentou, mas os rapazes, apesar de jogarem mal, furaram-lhe os planos com a vitória.

    ResponderEliminar